21.12
2018

Como parte da divulgação do seu novo longa Bem-vindos à Marwen, que estreia em Março de 2019 no Brasil, Eiza Gonzalez concedeu ao site CNET en Español uma entrevista por telefone onde fala sobre seu novo filme, seus projetos futuros e o que ela espera da representatividade mexicana no cinema. Confira:

“Claro que vamos falar em espanhol, eu sou mexicana!” É assim que Eiza González, nascida na Cidade do México em 1990, responde a entrevista por telefone que deu à CNET en Español, pela ocasião do lançamento do filme ‘Welcome to Marwen’, estreando em 21 de dezembro nos cinemas.

O filme é dirigido por Robert Zemeckis (De Volta para o Futuro) e estrelado por Steve Carell. Sua história é inspirada em um caso da vida real que deu origem ao documentário Marwencol (2010).

Steve Carell personifica Mark Hogancamp, um artista americano que foi vítima de um ataque de ódio em 2000. Cinco homens espancaram-no do lado de fora de um bar depois dele ter confessado ser travesti. O espancamento quase o matou, ele permaneceu em coma por 40 dias e, depois de recuperar os sentidos, descobriu que havia perdido quase toda a sua memória.

Como terapia, Hogancamp construiu em seu jardim uma réplica de uma cidade belga fictícia na Segunda Guerra Mundial chamada Marwencol, na qual ele encenou cenas de combates e inseriu figuras de personagens de sua própria vida. Foi através da imaginação dessas cenas – e fotografando-as – que Hogancamp pôde curar suas feridas físicas e mentais.

“Eu vi o documentário Marwencol há muitos anos e me senti totalmente identificada com a história deste homem que criou um mundo fascinante. Estou orgulhosa de participar de um filme cheio de tantas mensagens genuínas que respeita as diferenças de pessoas, que defende inclusão “, explica González.

González, 28 anos, interpreta em Welcome to Marwen Carlala, cozinheira e companheira de trabalho de Hogancamp (Carell), e que também aparece como uma das figuras que ganham vida nas histórias do protagonista. Estas cenas foram com efeitos visuais criados em computador, que a atriz mexicana interpretou com a técnica de captura de movimentos. “Eu não hesitei em aceitar a proposta quando li o roteiro e procurei o filme, queria trabalhar com Robert Zemeckis, um dos diretores de cinema icônicos, uma lenda.”

A atriz, que chegou à fama em Hollywood com o filme Baby Driver (2017), reconhece que foi seduzida pela mensagem de inclusão Welcome to Marwen. “Para mim foi muito importante interpretar uma mulher Latina, divertida, sensual, que traz valores, sempre defendendo o amor da família, ela insiste que o personagem de Mark tem que acreditar nele.”

Além de Carell e González, no filme participam as atrizes Janelle Monáe, Gwendoline Christie, Leslie Mann, Merritt Weber, Leslie Zemeckis, Diane Kruger e Stefanie von Pfetten, entre outros. “Há pessoas de todas as culturas e línguas”, diz a atriz, fascinada.

González viu uma oportunidade para reafirmar sua identidade através da personagem de Carlala. “Tenho muito orgulho de representar a mulher latina: uma que fala inglês perfeito, sem um sotaque forçado, que mostra os valores latinos como algo positivo. Era muito importante que Robert Zemeckis estivesse aberto a brincar com a ideia de que cada um dos as mulheres do filme representarão sua cultura e raça com dignidade “.

Filha da modelo mexicana Glenda Reyna, González fez sua estreia como atriz em telenovelas em sua terra natal, o México, quando ainda era adolescente. Ela foi a protagonista de Lola, Eráse Una Vez, Sueña conmigo e Amores Verdaderos, entre outras, antes de dar o salto para o cinema em 2013 com o filme mexicano Casi treinta.

Em 2013, ela se mudou para Los Angeles, Califórnia, com o objetivo de internacionalizar sua carreira. Um ano depois, ela já fazia parte do elenco regular de From Dusk Till Dawn: The Series (2014-2016). Depois veio Baby Driver e agora Welcome to Marwen. “Claro que eu adoraria fazer TV de novo, eu amo séries e, se o projeto certo for dado, eu faria isso. Na série você pode desenvolver um personagem com mais tempo”, admite.

“Eu amo que Carlala é uma personagem carinhosa, vivaz, amorosa, trabalhador, consciente. Ela é alguém que teve a amadurecer muito jovem, como eu, porque eu trabalho desde muito jovem. A Carlala do mundo de fantasia (versão criado para as sequências animadas) é festeira, gosta de tequila e é irreverente, eu deveria tê-los interpretado quase como dois personagens diferentes mas que compartilham o mesmo calor humano ao interagir com os outros “, explica a atriz.

González fala com convicção e explode em cada assunto como uma força da natureza, certo do que quer fazer em Hollywood. Foi assim que ele explicou o processo das cenas em que Carlala era um personagem criado no computador. “A parte de computador era tudo como uma metáfora, era tudo imaginação: as igrejas, as casas, era como ser crianças novamente e uma terapia para os atores, assim como era para o personagem de Mark. Entendi melhor o protagonista ao filmar essas cenas. Me convenci de que podemos curar a nós mesmos com a imaginação”.

Antes de filmar Welcome to Marwen em Vancouver, González participou das filmagens de Alita: Battle Angel, no qual ele fez uma breve aparição como um personagem robótico. “Aquelas cenas feitas com um traje de captura de movimento me prepararam para as que eu fiz em Welcome to Marwen, elas me ajudaram a trabalhar com a imaginação quando você está gravando com uma tela verde”.

Nos últimos dois anos, Eiza González participou de 11 filmes (vários estão atualmente em pós-produção). “Eu não tenho ego, se eu sair em três cenas ou em cem, eu não me importo, porque sou grata pela experiência e aprendizado que recebo.” A atriz baseia suas decisões sobre se sentirá orgulhosa do papel que ela aceita.

“Eu me pergunto se vou interpretar uma mulher latina de quem eu possa me orgulhar, recentemente eu fiz Godzilla vs Kong e Hobbs and Shaw (spin off de Velozes e Furiosos) e neles eu interpretei mulheres que eram fortes, poderosas e combativas. Ser latina não era um estereótipo, fazer com que os latinos se sentissem orgulhosos de como somos representados na tela é a coisa mais importante para mim “.

Publicado por: eizagonzalezbr Salvo em: EntrevistasNotícias
Deixe um comentário!
Layout criado e desenvolvido por Lannie.D - Alguns direitos reservados - Host: FFH | DMCA | Privacy